Nicolas Joly Clos de La Coulée de Serrant entra no top 100 do ano de 2018 da Revista Adega

Nicolas Joly Clos de La Coulée de Serrant entra no top 100 do ano de 2018 da Revista Adega, na 14ª colocação geral, e na 3ª colocação entre os brancos secos. E recebeu a altíssima nota de 95 pontos.

O Coulee de Serrant é o mais importante vinho de Nicolas Joly, produtor considerado o pai do biodinamismo. Este vinho é cultuado e adorado por muitos especialistas e admiradores, é um dos maiores símbolos da cultura do biodinâmismo sofisticado no mundo. É composto por 100% Chenin Blanc, com vinhedos com idade de 35 a 40 anos em média. Sua colheita é feita em diversas etapas para conseguir colher as uvas plenamente maduras. A colheita leva 3 a 4 semanas, uma vez que são selecionados manual e minuciosamente somente as com uvas em plena maturidade. Uma colheita tradicional levaria apenas alguns dias.


Após a colheita é vinificado em barricas de 500 litros, sendo que outra característica interessante do Coulee de Serrant é a discreta presença de botrytis em parte das uvas.


A cor deste vinho surpreende, é um amarelo ouro bastante vibrante mesmo nas safras mais jovens, cor proveniente da Chenin Blanc colhida em estágios avançados de maturidade das uvas. O nariz é vibrante, rico e surpreendente, com aromas de frutas amarelas acompanhadas de um grande frescor e mineralidade. Na boca é complexo com bastante corpo e textura. Diversos especialistas recomendam a decantação deste vinho, algo raríssimo entre vinhos brancos. Pode-se dizer que é um dos mais icônicos de toda a França.


A Clarets é representante oficial do Nicolas Joly no Brasil.

Related post