Eduardo Chadwick, um obstinado por vinhos de alta gama, vislumbrou em seus vinhedos a possibilidade de elaborar tintos altamente refinados, capazes de competir com os melhores do mundo, inclusive os franceses. Desta obstinação, nasceu o Viñedo Chadwick, propriedade familiar, onde um antigo campo de polo, uma das paixões de seu pai, foi transformado em vinhedos em 1992. Está localizado em Puente Alto, lugar de excelência para grandes Cabernets. O solo aluvial, rico em pedras, apresenta excelente drenagem, além do clima com grande amplitude térmica (alternando calor e insolação durante o dia, com temperaturas noturnas baixas, devido ao frio que desce da Cordilheira à noite) e tudo isso gera uvas de grande concentração, excelente maturação e ótimo frescor.
Chadwick é um vinho exclusivo com baixíssima produção. São cerca de 800 caixas apenas por safra. O pequeno vinhedo tem produção por parreira em torno de um quilo de uvas. O mosto altamente concentrado é delicadamente extraído, gerando taninos de rara textura. O vinho é trabalhado em barricas francesas novas e de segundo uso, preservando sua riqueza de frutas. Já o Seña é nascido da união de dois grandes empreendedores em 1995, Robert Mondavi (gênio do Napa Valley) e Eduardo Chadwick.
O vinhedo localiza-se no Vale de Aconcágua, a norte de Santiago, com proteção parcial da Cordilheira da Costa, permitindo certa influência do Pacífico com brisas frias. Seus 42 hectares de vinhas compreendem as uvas Cabernet Sauvignon (de forma majoritária), Malbec, Petit Verdot, Cabernet Franc, e Carménère. Um blend que traz leveza ao conjunto, além de grande frescor.
X
Menu