Clube do Vinho

Segue os vinhos escolhidos por Manoel Beato para o mês de Abril. Somente vinhos franceses selecionados especialmente para o Clube:

Château La Tour de Bessan - 1993

Produtor: Château La Tour de Bessan

Safra 1993
País França
Região Bordeaux
Sub-Região/Apelação Margaux
Volume 750ml
Uvas Cabernet Sauvignon | Merlot | Cabernet Franc
Temp. de Serviço 16º – 18º
Álcool 12%

Um Bordeaux que trás o estilo mais delicado, entre os Medoc, da denominação Margaux. Tinto de médio corpo e já no seu apogeu. Bela oportunidade de experimentar os ricos aromas de evolução de um Bordeaux.”

Bordeaux é uma das mais importantes regiões produtoras de vinho da França, está localizada em torno de 500 Km a Sudoeste de Paris. A denominação de Margaux foi a primeira área de Bordeaux cultivada para vinhedos. Há evidências de que os romanos plantaram uvas na área há quase 2.000 anos. Com 1.355 hectares de vinhas, a denominação é ligeiramente menor que a de St. Estephe, tornando-se a segunda maior denominação no Medoc. Hoje, aproximadamente 80 produtores diferentes cultivam vinhas na denominação. As principais uvas plantadas na região de Margaux são Cabernet Sauvignon e Merlot. Cabernet Franc, Petit Verdot, Malbec e até mesmo Carmenere são plantados na região, mas em proporções muito menores que as duas primeiras. A denominação de Margaux é famosa por uma infinidade de razões, muito possivelmente pelo fato de 21 chateaus terem sido incluídos na classificação original de 1855. Isso é mais do que qualquer outra denominação de Bordeaux.

A origem desta propriedade pode ser encontrada em uma torre do século 13 situada em Soussans. No entanto, atualmente, existem apenas algumas ruínas deste antigo local fortificado que foi projetado para proteger o Lorde Jehan Colomb quando ele permaneceu nestas terras. Foi em 1972 que Lucien Lurton comprou a torre e os vinhedos da família Clauzel. Como novo proprietário, ele limpou as terras para reconstruir esta vinícola, enquanto administrava suas outras propriedades.
Em 1992, sua filha Marie-Laure assumiu. Com um diploma em vinificação em mãos e 6 anos de experiência trabalhando com os outros domínios de seu pai, ela conhecia todos os blocos que compunham o domínio. Em 1999, Emilie Roullé, engenheira agrônoma, tornou-se gerente de vinhedos. Seu trabalho mostrou resultados rapidamente: a safra 2003 ganhou a certificação Terra Vitis. A classificação do Crus Bourgeois de 2003 em junho finalmente deu ao Château La Tour de Bessan o status oficial de Cru Bourgeois.

O Chateau La Tour Bessan 1993 é feito com um blend de uvas Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc, sendo a idade média das vinhas 25 anos, distribuídas sobre 18 hectares em um solo majoritariamente composto de cascalho pirenaico. A vinificação é feita pelo método tradicional e adaptada a cada bloco. O envelhecimento ocorre em barris de carvalho francês por 12 meses.

Domaine Belluard Vin de Savoie Les Alpes - 2015

Produtor: Domaine Belluard

Safra 2015
País França
Região Savoie
Sub-Região/Apelação Ayse
Volume 750ml
Uvas Gringet
Temp. de Serviço 9º – 11º
Álcool 12%

Trouxe na mala de uma viagem para França e me surpreendi com a qualidade deste biodinâmico da uva Gringet, rara uva típica do Savoie onde morei em 1988. Branco encantador, sofisticadamente perfumado, com frescor firme, assim como firme é sua estrutura. Com essa força fresca e aromática me da água na boca pensar na harmonização com a Fondue Savoyarde, a mais tradicional Fondue de queijos, típica dessa região que me acolheu nos anos oitenta.”

A região de Savoie está localizada a aproximadamente 570km ao Sudeste de Paris. Savoie consiste em muitas sub-regiões isoladas e parcelas de vinhas espalhadas por quatro departamentos franceses: Savoie, Haute-Savoie, Isère, Ain. A região de Savoie é vizinha da Suíça (a leste), da região do Jura (ao norte) e da pouco conhecida região de Bugey, que fica a oeste, do outro lado do rio Rhône. A região possui menos de 5.000 hectares de vinhas, representando apenas 0,5% dos vinhos franceses. Aproximadamente 70% dos vinhos produzidos na região são vinhos brancos. São plantadas na região aproximadamente 23 variedades de uvas. Na comuna de Ayse a principal uva é a Gringet, que tem como principal característica produzir vinhos brancos com baixo teor alcoolico, com notas de maçã e marmelo. Há somente 4 apelações em Savoie: Vin de Savoie (AOP), Roussette de Savoie AOP, Seyssel AOP e Crémant de Savoie AOP, está ultima criada em 2014.

Criado em 1947, o Domaine Belluard se estende por dez hectares na pequena cidade de Ayse, na Haute-Savoie, França. Está localizado no coração do vale do Arve, entre Genebra e Chamonix Mont-Blanc.
Desde 1988, o Domaine Belluard tem criado uma das mais antigas vinhas dos alpes, onde permanece uma variedade de uva endémica e única, a “Gringet”.
Hoje, para a melhor tipicidade dos vinhos, a principal preocupação do domínio é cultivar vinhas de acordo com o maior respeito aos terroirs e tradições. É por isso que o domínio se transformou em 200, se tornando dinâmico e orgânico.

O Domaine Belluard Vin de Savoie Les Alpes é produzido com uma uva autóctone da região dos Alpes, a Gringet. A colheita é feita manualmente. A vinificação é tradicional e a fermentação malolática é feita com bactérias e leveduras nativas, sendo 100% do cultivo realizado em cubas de concreto.

Domaine Alain Voge Cornas Les Chailles - 2013

Produtor: Domaine Alain Voge

Safra 2013
País França
Região Rhone
Sub-Região/Apelação Cornas
Volume 750ml
Uvas Syrah
Temp. de Serviço 15º – 17º
Álcool 13%

Um produtor top não só na denominação de Cornas mas de todo o norte do Rhône, com seus magníficos Syrah, competindo com os melhores Côte Rôtie e Hermitage. Um dos seus Cornas é o único nota 100 no guia Robert Parker. Seus vinhos são Syrah potentes e longevos mas com taninos afáveis e complexos desde a juventude, o que o faz prazeroso mesmo atualmente, decantando uma ou duas horinhas antes de apreciá-lo.”

Cornas é uma denominação de origem localizada no norte da região do Rhone, em torno de 500 km ao Sudeste de Paris. A cidade importante mais próxima é Lyon localizada ao sul de Cornas. É a menor apelação no vale do Rhone e produz somente vinho tinto. Ao contrário de outros vinhos tintos do norte do Rhône, não é permitida a adição de uvas brancas e não são produzidos vinhos brancos. Quaisquer vinhos designados Cornas AOC serão feitos a partir de 100% Syrah por lei. Embora os produtores possam plantar diferentes variedades de uvas em Cornas, a denominação é plantada exclusivamente com Syrah, pois qualquer vinho feito de outras uvas teria que ser vendido sob um rótulo diferente. Cornas, juntamente com o resto do norte do Rhône, tem um clima continental e não o clima mediterrâneo encontrado no sul

Atualmente Domaine Alain Voge cobre 13 hectares, sendo 7 em Cornas. Composto por numerosas parcelas de Syrah e com maioria das videiras tendo mais de 50 anos, o que significa que praticamente toda a produção pode ser reconhecida como “Vieilles Vignes” (vinhas velhas). Em 2006, a conversão orgânica foi totalmente implementada por Albéric (ex-enólogo Chapoutier) como o novo gerente do Domaine, resultando na primeira certificação orgânica / biodinâmica para os brancos de Saint Péray em 2009. Desde 2013, Alain Voge deu um passo além ao implementar a agricultura biodinâmica em todo o Domaine.

O Domaine Alain Voge Cornas Les Chailles colheita é feita manualmente em plena maturidade, uma primeira seleção é feita no vinhedo e uma segunda seleção de cachos é realizada na adega. Para os tintos, uma percentagem de cachos inteiros é utilizada no processo de vinificação. A fermentação ocorre em pequenas cubas de Inox a 30º C durante 3-4 semanas. O envelhecimento dura 16 meses em barricas de carvalho francês.

Associe-se agora mesmo!

Abertura com:

Somente 75 assinaturas

Inscrições por telefone:

+55 (11) 3150.5555

Associação mínima por:

3 meses