Clube do Vinho

Estes são os vinhos escolhidos por Manoel Beato na inauguração do segundo ano do Clube. Vamos conferir em detalhes o que estes incríveis vinhos nos oferecem:

Vincent Gaudry Sancerre Le Tournebride - 2015

Produtor: Vincent Gaudry

Safra 2015
País França
Região Vale do Loire
Sub-Região/Apelação Sancerre
Volume 750ml
Uvas Sauvignon Blanc
Temp. de Serviço 10º – 12º
Álcool 12,5%

Pequeno em dimensão mas entre os grandes produtores da denominação Sancerre, o Domaine Vincent Gaudry (Domaine familiar) produz este Sancerre, exibindo um Sauvignon blanc que expressa não apelas as características de frescor, mas também certa maciez que conforta a acidez alegre. Vinho biodinâmico para ser bebido jovem, mas que pode ser guardado por um pouco mais de seis anos.”

Loire é uma das mais extensas regiões de vinhos da França, sua localização se inicia a aproximados 150 km ao sul de Paris, na região denominada como Alto Loire, responsável pela produção dos Puilly-Fume e Sancerre. A região continua por mais 250km a oeste, passando pelo Loire Central, onde está a importante sub-região de Touraine, e terminando no Baixo Loire, região onde localiza-se a importante cidade de Nantes e termina na costa do Oceano Atlântico. Devido a esta grande extensão, Loire possui diversos micro-climas, fazendo, assim, tipos de vinhos totalmente diferentes. Sancerre está localizada na parte leste do Alto Loire, do lado oposto a Pouilly-Fumé. A Uva mais importante e mais cultivada em Sancerre é a Sauvignon Blanc. O clima na região é continental, com o verão sendo bastante curto e quinta e invernos longos e intensos. A região de Loire é conhecida como uma das mais belas de toda a França, durante os séculos 15, 16 e 17 a nobreza francesa, atraída pela beleza natural do local, construiu nesta região imponentes castelos e chateaus que serviam como retiro nas épocas de verão. Esta riqueza contribuiu para o desenvolvimento dos excelentes vinhos na região.

A vinícola de Vincent está localizada na pequena aldeia de “Le Petit Chambre”, que faz parte da cidade de Sury en Vaux em Sancerrois, onde vive com sua esposa Severine, seu filho Arthur de 3 anos e sua pequena filha Westie. O Domaine passou de pai para filho por várias gerações. Vincent introduziu a agricultura orgânica no Domaine a partir de 1993 e obteve a certificação completa “Agricultura Biologique” em 2002. Ele acaba de completar a transferência para a agricultura biodinâmica completa das vinhas e é certificada por Demeter. Sua produção reflete seus sentimentos profundos sobre o poder da terra e a expressão de seu terroir. Os seus solos são compostos de calcário e marga; Eles cobrem 8 hectares, 90% dos quais são plantados com Sauvignon Blanc e 10% com Pinot Noir. Gaudry é quase espiritual sobre a biodinâmica. Por exemplo: ele apenas corta madeira para seus barris nos dias sugeridos pelo calendário biodinâmico. A expressão do terroir e o poder da terra são o verdadeiro reflexo de seus vinhos.

A colheita das uvas é feita manualmente. As vinhas utilizadas na produção do Sancerre Le Tournebride possuem 30 anos ou mais em uma mistura de 3 solos – terres blanches, caillotes e sílex . A vinificação ocorre em ambientes com temperaturas controladas e os vinhos brancos são envelhecidos “sur lie”, sobre uvas esmagadas há vários meses antes de serem engarrafadas. Não são utilizadas enzimas artificiais e nem leveduras no processo de vinificação. Os vinhos não são filtrados e são engarrafados de acordo com o calendário lunar.

Côte-Rôtie Ampodium - 2015

Produtor: Domaine Rene Rostaing

Safra 2015
País França
Região Côte-Rôtie
Volume 750ml
Uvas Syrah
Temp. de Serviço 16º – 18º
Álcool 13,5%

Rene Rostaing é um dos grandes mestres do norte da região do Rhône. Sendo assim, produz alguns dos melhores Syrah do mundo e aqui podemos conferir o potencial de qualidade de um grande vinho. Tinto de muita concentração e notável complexidade à partir de um certo envelhecimento. Naturalmente, este 2015 ainda está relativamente jovem, podendo caminhar por mais uma ou duas décadas.”

Côte-Rôtie é uma denominação de origem localizada no norte da região do Rhone, em torno de 500 km ao Sudeste de Paris. A cidade importante mais próxima é Lyon, 35km ao Norte de Côte-Rôtie. As primeiras uvas foram plantadas na região pelos romanos em 1700, na época a região era conhecida como Vienne, sendo a maioria dos vinhos vendidos para locais já que o transporte era difícil. Desde o início da década de 1980 há um crescimento de produtores que produzem e engarrafam seu próprio vinho na região. Outra tendência que ocorre na região é o fato de os produtores estarem se esforçando para produzir vinhos de um único vinhedo, assim como fez o Guigal no ano de 1966 com o La Mouline.

O primeiro vinho produzido por Rene Rostaing foi em 1971, no entanto levaram-se aproximadamente 30 anos para que se dedica-se exclusivamente a produção de vinhos. A gênese do Domaine Rene Rostaing ocorreu através do casamento, uma vez que a esposa de Rene Rostaing era a filha do famoso cultivador Côte-Rôtie, Albert Dervieux, e a sobrinha de Marius Gentaz-Dervieux que deram a Christine a terra da vinha que se tornou a propriedade do Ródano do Norte para Rene Rostaing. Através da herança de Albert Dervieux Thaize, seu sogro que se aposentou em 1990, e de Marius Gentaz Dervieux, seu tio, Rene Rostaing conseguiu expandir suas participações, dando-lhe alguns dos melhores terroirs em Côte-Rôtie. A nova terra da vinha era basicamente 3 pequenas parcelas nas localidades de La Landonne, Cote Brune e Vialliere.
Esta expansão inicial de sua parcela minúscula inicial permitiu que Rene Rostaing mudasse de carreira, pois agora ele tinha terra de vinhas suficientes para dedicar todo seu tempo à produção de vinhos. Desde 2007, a propriedade foi bem gerenciada por Pierre Rostaing, filho de Rene Rostaing.

Rene Rostaing Ampodium, que anteriormente era conhecido como Rostaing Cuvee Classique, é uma mistura de 13 diferentes vinhedos. A colheita é manual e pelo menos 40% das uvas utilizadas na produção são desengaçadas. O vinho é feito com 100% de Syrah e é envelhecido em uma média de 15% a 25% em barris novos de carvalho francês.

Château Potensac - 1995

Produtor: Domaine Délon

Safra 1995
País França
Região Bordeaux
Sub-Região/Apelação Médoc
Volume 750ml
Uvas Cabernet Sauvignon | Merlot | Cabernet Franc
Temp. de Serviço 16º – 18º
Álcool 13%

O Chateau Potensac é o vinho de maior prestígio da denominação Médoc. Emprega parcelas de vinhas bem velhas (às vezes mais de 80 anos) na elaboração muito cuidadosa. Vinho raçudo mas ao mesmo tempo elegante, que pode ser bebido jovem mas que nas boas safras surpreende por uma certa longevidade, como prova este 1995.

Aqui estamos diante de um Bordeaux bem maduro, amansado pelo tempo e cheio de aromas florestais. Um Bordeaux clássico.”

Bordeaux é uma das mais importantes regiões produtoras de vinho da França, está localizada em torno de 500 Km a Sudoeste de Paris. Medoc é uma sub-região que se estende do Norte de Bordeaux até quase a foz do rio, comas florestas de Landes ao sul. A produção de vinhos na região teve início no século XVII, após a drenagem das áreas pantanosas da região com técnicas trazidas por mercadores holandeses, se tornando ideal para o cultivo de uvas Merlot, Cabernet Franc e Cabernet Sauvignon devido a seu solo pedregoso e com argila e calcário. Somente vinhos tintos são produzidos na região de Medoc. Atualmente 25% dos vinhos produzidos e engarrafados no Medoc são classificados como Cru Bourgeois.

O proprietario e produtor do Chateau Potensac é o Domaines Delon, holding muito respeitada em Bordeaux que também está a frente dos consagrados Leoville Las Cases (Saint Julien) e Nenim (Pomerol). Estas 3 propriedades são joias de Bordeaux, cada uma localizada em regiões diferentes com características totalmente distintas. O Chateau Potensac é a joia deste produtor localizado em Medoc, apelação de Bordeaux situada no coração da margem esquerda do Rio Gironde.

O Chateau Potensac é um excepcional vinho de Medoc, apelação de Bordeaux situada no coração da margem esquerda do Rio Gironde. É avaliado como um Cru Borgeois Exceptionnels de Medoc, classificação muito importante na região. A propriedade de 84 hectares é constituída por maior parte de Cabernet Sauvignon e Merlot, sempre uma das uvas é predominante no vinho, variando de acordo com a safra. Em 1995 a Cabernet Sauvignon é majoritária, com 46% do blend. O restante é dividido em 35% Merlot e 19% Cabernet Franc.
A principal característica do Potensac é ser um vinho elegante, o produtor costuma falar que é o mais puro sangue de Medoc. Costuma ter grande poder te guarda, podendo envelhecer evoluindo por décadas.

Associe-se agora mesmo!

Abertura com:

Somente 75 assinaturas

Inscrições por telefone:

+55 (11) 3150.5555

Associação mínima por:

3 meses