Total: R$666,00

O Domaine Cosse et Maisonneuve é um dos mais renomados produtores de Cahors, terra original da Malbec, a variedade que ficou famosa na Argentina. Mas lá a casta, também chamada de Cot, tem uma expressão muito distinta do que apresenta em solos sul-americanos. E foi com uma base de vinhas de Malbec de 40 anos em uma propriedade de 5 hectares que Matthieu Cosse e Catherine Maisonneuve criaram o Domaine Cosse et Maisonneuve em 1999, em Prayssac, perto de Cahors.

Ali, o talentoso enólogo Matthieu Cosse gerencia ao todo 28 hectares de vinhedos cultivados sob a filosofia biodinâmica com variedades como Cabernet Franc, Merlot, Gamay, Tannat, além, obviamente, da Malbec. As vinificações são as mais naturais possíveis, com leveduras autóctones e sem filtração.

Seu primeiro rótulo foi Les Laquets, um Malbec cultivado em um solo de argila vermelha e calcário, com princípios biodinâmicos, estagiado em barricas de 12 a 22 meses antes de ser engarrafado sem filtração. Ele logo chamou a atenção. Com o tempo, surgiram outras cuvées magistrais como La Marguerite e o La Fage, ambos também elaborados 100% com a casta Malbec.

O estilo de Cosse et Maissoneuve se diferencia dos outros produtores da região por não ser tão ligado à austeridade, mostrando mais frutas, mas sem deixar de lado a elegância, afastando-se, assim, do estilo rústico que geralmente se costuma associar aos Malbecs da região. A sua vinificação é extremamente precisa, para expressar o terroir e também ser capaz de conceber um incrível potencial de envelhecimento.

X
Menu