Les Forts de Latour

2012

R$2.990,00

Available:Em estoque

Produtor: Chateau Latour

Safra 2012
País França
Região Bordeaux
Sub-Região/Apelação Pauillac
Volume 750ml
Uvas Cabernet Sauvignon | Merlot | Petit Verdot
Temp. de Serviço 16º – 18º
Álcool 13%
Download Ficha
Share this product

O Chateau Les Forts de Latour é o segundo vinho do Chateau Latour. É produzido praticamente com uvas das vinhas da encosta de Enclos e de vinhas localizadas em areas Cru Classé de Pauillac, como Piñada, Petit Batailley e St. Anne, sendo que grande parte das vinhas possui idade média de aproximadamente 40 anos, sinônimo de qualidade. Na safra 2012 o blend foi feito com 76% Cabernet Sauvignon, 22% Merlot e 2% Petit Verdot. A fermentação malolática ocorre em cubas. Desde que as adegas foram renovadas pela última vez em 2001, tudo na adega se move por gravidade. O Les Forts de Latour é envelhecido em barricas de carvalho francês 50% novas.

O Chateau Latour é uma das mais antigas propriedades produtoras de vinho Bordeaux na denominação Pauillac, com uma história que remonta todo o caminho de volta ao século 14. Acredita-se que a torre original de Saint-Lambert, dando origem ao nome Latour, foi criada na segunda metade do século XIV. Atualmente o Chateau Latour produz 3 vinhos.
Dentre os muitos fatores de terroir deste excepcional Chateau, a parcela mais importante de seus 92 hectares de vinhas é denominada L´Enclos com uma área de 47 hectares no coração do vinhedo. Essa parcela é considerada por especialistas em solo na região vitícola do Médoc como o mais importante terroir da margem esquerda. Sua geologia única, com camadas profundas de pedras em meio a argila e areia, originando uvas Cabernet Sauvignon de enorme concentração e estrutura, explicando, em grande parte, a notável longevidade dos vinhos de Latour
O Latour é um dos cinco Premier Grand Cru Classé de 1855. O que mais impressiona nos tintos de Latour é sua portentosa estrutura tânica com alta porcentagem de Cabernet Sauvignon. Como consequência, se tem vinhos de grande longevidade, com uma regularidade impressionante, safra após safra. Com toda a justiça, é considerado “O Senhor do Médoc”.
Esta estrutura magnífica do chamado “Grand Vin” tem como consequência o melhor de todos os chamados segundos vinhos dos Chateaux do Médoc, o grande Les Forts de Latour, criado em 1966. Aqui se utiliza um pouco menos de barricas novas (entre 50 e 60%) e uma proporção um pouco maior de Merlot no corte final. Mesmo assim, é igualmente impressionante, sendo muito valorizado nos principais leilões. Um vinho com grande capacidade de envelhecimento, sobretudo nas grandes safras.
Continuando a excepcionalidade do grande Latour, o produtor ainda faz um terceiro vinho, fato raro na região, mesmo em se tratando dos grandes chateaux. Chamado de “Le Pauillac de Chateau Latour”, foi criado em 1989, tal era a qualidade do vinho para ser descartado como um Bordeaux comum. Sua proporção de Merlot é maior no corte, sendo bem acessível quando jovem. Mesmo assim, merece em seu amadurecimento no chateau até 20% de barricas novas, dependendo da safra. Um terceiro vinho de enorme respeito.
Atualmente, Frederic Enger é o responsável pela propriedade. Enger começou a trabalhar na propriedade 1995 e se tornou CEO em 1998 e desde que assumiu a administração da propriedade em 1995, as coisas nunca foram melhores.Na verdade, alguns dos melhores vinhos produzidos na história do Chateau Latour, foram e continuam sendo produzidos durante o seu mandato. Em 1998, o chateau renovou suas adegas e depósitos, acrescentando vários novos tanques de aço inoxidável de menor porte para dar à propriedade a capacidade de vinificar separadamente cada parcela.

Um vermelho suculento e rico, oferecendo chocolate e avelãs. Ameixa e berry undertones. Encorpado com taninos angulosos, firmes e musculosos. Precisa de um ano ou dois anos ainda.”93 Pontos James Suckling “Composto por 76% de Cabernet Sauvignon, 22% Merlot e 2% Petit Verdot, a Les Forts de Latour 2012 tem uma cor granada média e profunda e nariz de groselhas, cerejas pretas e kirsch com mentol, charutos e ervas secas. Médio a encorpado, o palato é macio e vibrante, com uma linha animada e um herbário no final.”

92 PONTOS – Robert Parker

REF: 0149 Categoria: