Domaine Zind-Humbrecht.

Este fantástico produtor da Alsácia agora tem sua família de vinhos disponível no portfólio da Clarets.


O Zind-Humbrecht é considerado por muitos críticos como o melhor produtor da Alsácia e um dos melhores produtores de vinho branco do mundo, dentre eles os aclamados Robert Parker e Bettane e Dessauve. Enquanto o primeiro tem dificuldade em dizer se o mais extraordinário é a qualidade dos vinhos ou a dedicação completa de Oliver Humbrecht, o segundo considera o produtor a representação da mais absoluta qualidade em termos de produção de vinhos.


Os Humbrechts são viticultores desde 1620, embora só desde 1947 eles tenham produzidos e vendido seus próprios vinhos. O domínio, como é conhecido atualmente, é datado de 1959, ano em que houve a fusão das vinhas da família Zind e Humbrecht, situado no Alto Reno, Alsacia. Nos dias atuais Oliver e Margaret Humbrecht trabalham juntos nos 40 Hectares de vinhas, que foram convertidas, no ano de 1997, em agricultura biodinâmica e produzem alguns dos mais complexos e bem sucedidos vinhos da Alsacia. Oliver Humbrachet além de ser um dos primeiros a produzir vinhos biodinâmicos, tem convicções bastante assertivas de como produzir um vinho de “terroir”, sendo que a principal delas, em suas palavras, é: “não alimentar a uva, mas o chão”.


A Clarets é representante oficial do Domaine Zind-Humbrecht no Brasil.

Read more

Degustação e treinamento dos vinhos do Domaine Zind-Humbrecht.

As equipes Clarets SP e Clarets RJ aprimoraram seus conhecimentos sobre os novos vinhos e agora estão com total conhecimento para apresentar e explicar estas preciosidades para os clientes.
O Domaine Zind-Humbrecht é considerado por muitos críticos como o melhor produtor da Alsácia e um dos melhores produtores de vinho branco do mundo, dentre eles os aclamados Robert Parker e Bettane e Dessauve. Enquanto o primeiro tem dificuldade em dizer se o mais extraordinário é a qualidade dos vinhos ou a dedicação completa de Oliver Humbrecht, o segundo considera o produtor a representação da mais absoluta qualidade em termos de produção de vinhos.


A Clarets é representante oficial do Domaine Zind-Humbrecht no Brasil.

Read more

Um dos melhores produtores de vinho branco do mundo

O Domaine Zind-Humbrecht, considerado por muitos críticos como o melhor produtor da Alsácia e um dos melhores produtores de vinho branco do mundo, agora faz parte do portfólio da Clarets. Os 6 rótulos com que a Clarets trabalha estão muito bem representados com todas as uvas e estilos deste fantástico produtor:


– Riesling Clos Windsbuhl 2014
– Pinot Gris Rangen de Thann Clos Saint Urban Grand Cru 2011
– Muscat Goldert Grand Cru 2011
– Riesling Turckhein 2016
– Pinot Gris Clos Jebsal Vendage Tardive 2016 (375ml)
– Gewurztraminer Hengst Selection de Grains Nobles Grand Cru 2008 (375ml)


A Clarets é representante oficial do Domaine Zind-Humbrecht no Brasil.

Read more

Lançamento: Domaine Zind-Humbrecht.

Este fantástico produtor da Alsácia agora tem sua família de vinhos disponível no portfólio da Clarets.


O Zind-Humbrecht é considerado por muitos críticos como o melhor produtor da Alsácia e um dos melhores produtores de vinho branco do mundo, dentre eles os aclamados Robert Parker e Bettane e Dessauve. Enquanto o primeiro tem dificuldade em dizer se o mais extraordinário é a qualidade dos vinhos ou a dedicação completa de Oliver Humbrecht, o segundo considera o produtor a representação da mais absoluta qualidade em termos de produção de vinhos.


Os Humbrechts são viticultores desde 1620, embora só desde 1947 eles tenham produzidos e vendido seus próprios vinhos. O domínio, como é conhecido atualmente, é datado de 1959, ano em que houve a fusão das vinhas da família Zind e Humbrecht, situado no Alto Reno, Alsacia. Nos dias atuais Oliver e Margaret Humbrecht trabalham juntos nos 40 Hectares de vinhas, que foram convertidas, no ano de 1997, em agricultura biodinâmica e produzem alguns dos mais complexos e bem sucedidos vinhos da Alsacia. Oliver Humbrachet além de ser um dos primeiros a produzir vinhos biodinâmicos, tem convicções bastante assertivas de como produzir um vinho de “terroir”, sendo que a principal delas, em suas palavras, é: “não alimentar a uva, mas o chão”.


A Clarets é representante oficial do Domaine Zind-Humbrecht no Brasil.

Read more

Le Petit Clos Apalta tem uma produção praticamente artesanal.

Segundo vinho do emblemático Clos Apalta, o Le Petit Clos Apalta tem uma produção praticamente artesanal, na safra 2015 foram apenas 36.667 garrafas. Utiliza uvas do mesmo vinhedo do Clos Apalta, por isso é chamado de segundo vinho. A diferença é na seleção diferente de videiras, que predominantemente são mais jovens para este vinho. As avaliações foram excelentes nesta safra, recebendo 95 pontos de James Suckling.


A Clarets é representante oficial Clos Apalta no Brasil.

Read more

Degustação e treinamento da equipe Clarets com o Clos Apalta 2015.

A safra 2015 foi considerada espetacular para este vinho, uma das melhores de todos os tempos. Recebeu notas altíssimas dos críticos, incluindo 100 pontos de James Suckling.
O Clos Apalta é um projeto de vinhos de altíssima qualidade do renomado produtor Lapostolle. Em 1994 Alexandra Marnier-Lapostolle comprou um vinhedo formado predominantemente por vinhas antigas na região de Apalta, no Vale do Conchagua. Neste vinhedo, que hoje é considerado um dos melhores de todo o Chile, iniciou-se o projeto do Clos Apalta. A filosofia deste produtor é fazer vinhos à maneira dos grandes produtores de Bordeaux, usando a experiência francesa que possuem os envolvidos no projeto. O enólogo responsável é o renomado Jacques Begarie.


A Clarets é representante oficial Clos Apalta no Brasil.

Read more

Lançamento na Clarets: Le Petit Clos Apalta 2015.

Segundo vinho do emblemático Clos Apalta, o Le Petit Clos Apalta tem uma produção praticamente artesanal, na safra 2015 foram apenas 36.667 garrafas. Utiliza uvas do mesmo vinhedo do Clos Apalta, por isso é chamado de segundo vinho. A diferença é na seleção diferente de videiras, que predominantemente são mais jovens para este vinho. O período em madeira, assim como utilização de barricas de segundo uso, faz com que seja um vinho mais pronto para beber em comparação com o primeiro. As avaliações foram excelentes nesta safra, recebendo 95 pontos de James Suckling.


A Clarets é representante oficial Clos Apalta no Brasil.

Read more

Lançamento no Brasil: Clos Apalta 2015.

A safra 2015 foi considerada espetacular para este vinho, uma das melhores de todos os tempos. Recebeu notas altíssimas dos críticos, incluindo 100 pontos de James Suckling:

“Aqui está uma complexidade sutil no nariz com groselha, bagas, erva fresca e aromas de terra molhada. Corte flores frescas também. Corpo cheio, denso e poderoso. Caráter incrível aqui com tal pureza e polimento, que continua por alguns minutos. Formado, esculpido ainda com alma. Um vinho monumental para o Chile. Inacreditável. Mais poderoso que o 2014, que tambem foi de 100 pontos. Uma mistura de 46% carmenere, 30% cabernet sauvignon, 19% merlot e 5% cabernet franc. Feito de uvas cultivadas biodinamicamente.”

100 pontos – James Suckling


A Clarets é representante oficial Clos Apalta no Brasil.

Read more

Lançamento na Clarets: Clos Apalta.

O Clos Apalta é um projeto de vinhos de altíssima qualidade do renomado produtor Lapostolle. Em 1994 Alexandra Marnier-Lapostolle comprou um vinhedo formado predominantemente por vinhas antigas na região de Apalta, no Vale do Conchagua. Neste vinhedo, que hoje é considerado um dos melhores de todo o Chile, iniciou-se o projeto do Clos Apalta. A filosofia deste produtor é fazer vinhos à maneira dos grandes produtores de Bordeaux, usando a experiência francesa que possuem os envolvidos no projeto. O enólogo responsável é o renomado Jacques Begarie.
O vinho principal leva o nome do produtor, Clos Apalta. Na safra 2015 foram produzidas apenas 73.452 garrafas. A proposta do produtor é fazer o melhor vinho do Chile, juntando a experiência francesa com o terroir único da região. O rendimento das uvas para este vinho é muito baixo, novamente priorizando a alta qualidade do vinho. As pontuações dos especialistas foram altíssimas para esta safra, incluindo 100 pontos de James Suckling.


O segundo vinho é o Le Petit Clos Apalta, também com produção praticamente artesanal de 36.667 garrafas na safra 2015. É considerado o segundo vinho do Clos Apalta porque as uvas utilizadas para sua a produção são do mesmo vinhedo do primeiro vinho, porém é feita uma seleção diferente de videiras, que predominantemente são mais jovens. As avaliações deste vinho também foram excelentes nesta safra, recebendo 95 pontos de James Suckling.


A Clarets é representante autorizada Clos Apalta no Brasil.

Read more