O contra-rótulo e o respeito da Philipponnat

O contrá-rótulo de todas garrafas de Philipponnat exemplifica o respeito que esta casa tem com os seus clientes, constando todas as informações pertinentes ao Champagne.
Na parte superior, logo após o nome, endereço e site, consta “assemblage”, que são as uvas, com seus respectivos percentuais, usadas para fazer o Champagne. Neste caso 65% Pinot Noir, 30% Chardonnay, 5% Pinot Meunier. Juntamente da informação da quantidade de uvas provenientes de 1ª prensa, “première presse”, no caso, todas as uvas.
Na sequência consta a “vendange”, que é a safra, no caso, 2014
Em Seguida, aparece o percentual de “Vins de Réserve éleves sous bois”, que é a quantidade de vinhos de reserva que passaram por barrica de madeira, sendo, neste Champagne, 29%.
Depois vem a informação mais importante, que deveria ser obrigatória em todas garrafas de Champagne, a data de quando ocorreu o “Degorgement”. Degorgement é o processo que ocorre depois da remuage, quando a garrafa ainda está com os sedimentos no gargalo, que é congelado e expelido por pressão. A mesma máquina que retira o sedimento congelado acrescenta o Liqueur d’Expédition. Após esta etapa, o Champagne está pronto para ser comercializado. É importantíssimo saber esta data porque o Champagne é uma bebida extremamente sensível a condições de armazenamento, e mesmo que bem armazenado, o conteúdo muda depois de anos de guarda, perdendo gás carbônico e aumentando complexidade de outros fatores. Então, o cliente necessita saber quando o Champagne que ele está bebendo foi disponibilizado para comércio, podendo escolher se prefere beber algo envelhecido ou ainda jovem. Em muitos casos o Champagne envelhecido, se não tem potencial de guarda, perde valor de mercado e deveria custar mais barato. No caso da foto o degorgement foi em Abril de 2018, ou seja, há muito pouco tempo.
Por fim, se tem a “Dosage”, que é a quantidade de açúcar por litro. Neste caso, 8 gramas por litro.
Na Clarets, representante autorizado Philipponnat no Brasil, você sabe exatamente o que está bebendo.

Read more

Champanhe Philiponnat Royale Réserve Brut

O Champanhe Philiponnat Royale Réserve Brut é feito com um Blend de 65% Pinot Noir, 30% Chardonnay, 5% Pinot Meunier. Na composição deste fantástico Champagne são usados somente vinhedos Grand Crus e Premiers Crus, todos localizados em Ay, Mareuil-Sur-Ay e Avenay, regiões mais nobres conhecidas como o coração de Champanhe. A vinificação é feita pelo método tradicional para evitar a oxidação prematura. A fermentação malolática e o envelhecimento dos vinhos ocorrem em barricas para que os aromas se desenvolvam. É envelhecido nas caves da Casa a uma temperatura constante de 12º durante 3 anos, muito mais do que o requisito mínimo legal de 15 meses.

A Clarets é o representante autorizado Philipponnat no Brasil.

Read more

Lançamento no Brasil: Philipponnat Champagne.

A história do produtor começou em 1522. Atualmente a propriedade possui 17 hectares de vinhas situada no coração de Champagne, em Ay, Mareuil-Sur-Ay e Avenay, localizações mais nobres da região.

Todas suas vinhas são classificadas como Premier e Grand Cru.

A Clarets é o representante autorizado Philipponnat no Brasil.

Read more

VI Wine Dinner Clarets: O melhor do Chateau Margaux. Os dias 24 e 25 de Outubro entrarão para a história.

Serviremos as 11 safras mais emblemáticas deste vinho, começando em 1978 e terminando em 2009.
Apresentação dos vinhos: Aurélien Valance, Diretor Geral do Château Margaux.
Mestre de cerimonia: Sommelier Manoel Beato.
Menu elaborado exclusivamente para o evento e assinado pelo Chef Luca Gozzani.
Evento com apenas 26 lugares por noite.
24/Outubro: Esgotado.
25/Outubro: Últimos lugares a venda.
Reservas:
Clarets SP: 11 31505555 / Clarets RJ 21 20707055

Read more

VI Wine Dinner Clarets: O melhor do Chateau Margaux.

A primeira data do próximo Wine Dinner Clarets foi um enorme sucesso de vendas, com os convites se esgotando em menos de uma semana. Prontamente, a Clarets concentrou todos os esforços para a realização da segunda data do evento. Graças a colaboração de todos envolvidos, especialmente do produtor, o dia 25/10 está oficialmente confirmado e já aberto às vendas.
Aproveite para garantir o seu lugar e fazer parte deste momento histórico.

Read more

Chateau Leoville Las Cases 2013. Um dos maiores ícones de Saint Julien, Bordeaux.

“Tem uma sensação arredondada no início, com sabores de ameixa, amora e framboesa, carregadas por taninos suaves. Uma nota de carvão emergindo lenta e seguramente no final, dando pegada, enquanto um prologando detalhe de ferro se prolonga pela espinha. Isto realmente se estende pela taça, mantendo o foco superior.”
Wine Spectator – 92 pontos.

A Clarets é representante autorizado no Brasil do Chateau Leoville Las Cases.

Read more

Esprit de Pavie

O Esprit de Pavie é chamado de “terceiro vinho” do famoso Chateau Pavie. Foi uma criação de Gerard Perse, proprietário do Chateau Pavie. É produzido com uvas de diferentes vinhedos situados ao sul do vale de Dordogne, entre Saint Emilion e Cotes de Castillon. Por isto ele não leva denominação de nenhuma região específica, é um Bordeaux que mistura uvas de diferentes regiões da margem direita do rio Gironde. A predominância em seu blend é a uva Merlot, característica típica dos vinhos da margem direita.

Sua produção ocorre através da fermentação alcoólica que acontece naturalmente em tanques de temperatura controlada, depois o vinho é envelhecido por 15 meses em barricas de carvalho francês previamente utilizadas na produção do Chateau Pavie e do Chateau Monbousquet. A produção anual é de aproximadamente 174.000 garrafas, apresentadas em uma luxuosa caixa de madeira do produtor contendo 6 garrafas.

A história do Esprit de Pavie é recente, a primeira safra produzida foi em 2008 e teve uma excelente repercussão. Os críticos e mídia elogiam cada vez mais o trabalho de Gerard Perse, que declarou diversas vezes o cuidado e atenção que tem com a produção deste vinho. Ele personificou seu gosto pessoal no Esprit de Pavie, tanto que seu nome consta em destaque no rótulo.

A Clarets é representante autorizado do Chateau Pavie no Brasil.

Read more

Hoje a equipe Clarets em São Paulo e Rio de Janeiro provaram o Sena 2015, novidade no portfólio da Clarets.

A Viña Errázuriz é uma vinícola fundada em 1870 por Don Maximiano Errázuriz, localizada no Vale do Aconcágua, região distante aproximadamente 100 Km ao norte da capital chilena, Santiago. Don Errázuriz foi pioneiro na plantação das primeiras casta de uvas francesas no Aconcágua.

O atual responsável pela Vinícola é Eduardo Chadwick, que a comanda desde início da década de 1990. Foi em 1995, quando Robert Mondavi, reconhecido produtor americano, foi ao Chile deslumbrado com o potencial que percebia para a produção de grandes vinhos no país. Foi assim que nasceu a primeira “Joint-Venture” internacional de vinhos da história chilena. Este acordo permitiu a criação da Vinícola Seña, que se concentrou no desenvolvimento de vinhos chilenos de primeira classe reconhecido mundialmente e abriu as portas para a produção de outros vinhos premium no país.

Read more

Lançamento na Clarets: Seña

Um dos mais premiados vinhos do Chile agora no portfólio da Clarets.

“Aromas surpreendentes de groselha preta, pedra, mirtilo, alcaçuz e também de iodo. Floral. Perfumado. Encorpado,
fantástica densidade de frutas e taninos maduros. Ele continua por alguns minutos no palato com tanta energia e foco. Toque de mastigabilidade no final de boca. Um vinho complexo e completo que proporciona uma generosidade com firmeza. ”

James Suckling – 100 pontos

Read more