Anuncio Clarets na revista Adega do Triennes, um dos melhores produtores de Provence.

Em 1989, dois dos mais conhecidos nomes da Borgonha, Jacques Seysses, fundador do renomado Domaine Dujac e Aubert de Villaine, dono do lendário e mundialmente reconhecido Domaine Romanee Conti, foram em busca de novos vinhedos. Sua atenção voltou-se para Provence, onde eles estavam convencidos de que o potencial para grandes vinhos era enorme.


Depois de uma longa busca, eles descobriram o Domaine du Logis de Nans no Var, a leste de Aix en Provence. Eles foram imediatamente atraídos para a sua encosta levemente inclinada com a exposição do sul. Eles viram seu microclima fresco e seus solos de argila e calcário como ideais para a viticultura e para o desenvolvimento do projeto que tinham em mente. A propriedade foi renomeada Triennes, uma referência à Triennia, o festival de Baco, que foi realizado a cada três anos durante a época romana.


O prefixo “Tri” serve como um lembrete dos três parceiros originais. Convencidos pela experiência burgundiana de que a qualidade dos grandes vinhos vem da vinha, os novos proprietários começaram por investir pesadamente na renovação e no cuidado das vinhas. Desde o início, foi implementado um ambicioso programa de replantio. O objetivo era recriar uma vinha saudável, com vinhas e porta-enxertos adaptados às condições locais de cultivo. A administração das videiras é feita da forma mais natural possível e em harmonia com o meio ambiente.
Este audacioso projeto é atualmente cuidado de perto por Jacques Seysses e por seus filhos,juntamente com Aubert de Villaine. Os vinhos conseguiram alcançar níveis altíssimos de qualidade e cada vez mais têm a identidade dos produtores como característica principal.


A Clarets é a representante oficial do Triennes no Brasil.

Read more

Nicolas Joly Clos de La Coulée de Serrant entra no top 100 do ano de 2018 da Revista Adega

Nicolas Joly Clos de La Coulée de Serrant entra no top 100 do ano de 2018 da Revista Adega, na 14ª colocação geral, e na 3ª colocação entre os brancos secos. E recebeu a altíssima nota de 95 pontos.

O Coulee de Serrant é o mais importante vinho de Nicolas Joly, produtor considerado o pai do biodinamismo. Este vinho é cultuado e adorado por muitos especialistas e admiradores, é um dos maiores símbolos da cultura do biodinâmismo sofisticado no mundo. É composto por 100% Chenin Blanc, com vinhedos com idade de 35 a 40 anos em média. Sua colheita é feita em diversas etapas para conseguir colher as uvas plenamente maduras. A colheita leva 3 a 4 semanas, uma vez que são selecionados manual e minuciosamente somente as com uvas em plena maturidade. Uma colheita tradicional levaria apenas alguns dias.


Após a colheita é vinificado em barricas de 500 litros, sendo que outra característica interessante do Coulee de Serrant é a discreta presença de botrytis em parte das uvas.


A cor deste vinho surpreende, é um amarelo ouro bastante vibrante mesmo nas safras mais jovens, cor proveniente da Chenin Blanc colhida em estágios avançados de maturidade das uvas. O nariz é vibrante, rico e surpreendente, com aromas de frutas amarelas acompanhadas de um grande frescor e mineralidade. Na boca é complexo com bastante corpo e textura. Diversos especialistas recomendam a decantação deste vinho, algo raríssimo entre vinhos brancos. Pode-se dizer que é um dos mais icônicos de toda a França.


A Clarets é representante oficial do Nicolas Joly no Brasil.

Read more

Acaba de sair nas bancas a revista Adega, edição Dezembro, com o ranking dos 100 melhores vinhos do ano.

Este ranking foi feito com base nos mais de 8 mil vinhos que a equipe da revista Adega provou no ano de 2018.
O cava Juve & Camps Gran Reserva Brut 2013 está presente neste ranking em uma posição de bastante destaque, eleito como o 4º melhor espumante provado em 2018.
Este fabuloso cava é produzido utilizando apenas os melhores vinhos, feitos com uvas de colheitas excepcionais e provenientes da propriedade de Espiells, uma das vinhas mais famosas de Sant Sadurni d´Anoia, e de Mediona, no alto de Penedès. Seu blend é de 40% Xarel-lo, 25% Chardonnay, 25% Macabeu e 10% Parellada. A fermentação segue o método champenoise, o mais nobre existente na produção de espumantes. Outra característica da mais alta qualidade é o envelhecimento por 42 meses antes de ser lançado no mercado.
A Clarets é representante oficial Juve & Camps no Brasil.

Read more

Avaliação Revista Adega – Villa Diamante

A revista Adega provou e avaliou o Villa Diamante Fiano di Avellino. A equipe Clarets teve a mesma opinião ao escolher este produtor para o portfólio, foi o melhor Fiano do Avellino que já provaram.


O Villa Diamante Fiano di Avellino “Vigna della Congregazione” é considerado por muitos especialistas como o melhor Fiano di Avelino. Sua produção é praticamente artesanal, somente 4400 garrafas foram feitas na safra de 2016. Devido a produção extremamente baixa quase toda quantidade é destinada ao mercado local da Itália, em especial a região da Costa Amalfitana, na Campania. Este vinho se tornou sinônimo de excelência e qualidade, sendo considerado por muitos críticos o melhor vinho branco da região.


A Clarets é o representante autorizado do Villa Diamante no Brasil.


O melhor da Itália você encontra na Clarets.

Read more

Anúncio da Clarets dos vinhos Luis Seabra na Revista Adega deste mês.

Luis Seabra é um enólogo particularmente talentoso, aquele que vê o vinho como um meio através do qual um pedaço de terra pode falar, a expressão máxima do terroir. Em seus vinhos ele remove todas as variáveis, exceto da própria terra, sendo a expressão rígida do solo. Seabra trabalha exclusivamente com fermentação espontânea, leveduras nativas e carvalho de grande formato para todos os vinhos que produz.

A Clarets é representante autorizada dos vinhos Luis Seabra no Brasil.

Read more

PSI Pingus

[vc_row][vc_column][vc_column_text]𝗣𝗦𝗜 𝗣𝗜𝗡𝗚𝗨𝗦
𝘋𝘰𝘮𝘪𝘯𝘪𝘰 𝘥𝘦 𝘗𝘪𝘯𝘨𝘶𝘴
Região/País: Ribera del Duero, Espanha

Tinto elaborado a partir de uvas Tempranillo e pequena porção de Garnacha advindas de vinhas velhas, com estágio de 18 meses num misto de tanques de concreto, de madeira e barricas. Apresenta cor vermelho-rubi de reflexos violáceos e aromas de frutas negras maduras seguidos de notas florais, minerais, herbáceas e de especiarias doces, além de toques de alcaçuz e de tabaco. Frutado e preciso, tem taninos de ótima textura, acidez vibrante e final longo, bastante fresco e elegante, com toques de grafite. Álcool 13,5%. EM[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column]

  • PSI Pingus

    2016 R$489,00

    Produtor: Dominio de Pingus

    Safra 2016
    País Espanha
    Região Ribera del Duero
    Volume 750ml
    Uvas Tempranillo | Garnacha
    Temp. de Serviço 15º - 17º
    Álcool 14,5%

    Pontos:

    JS 94 RP (92-93)
     
[/vc_column][/vc_row]

Read more