Total: R$0,00
Situado em Saint-Julien, a menor das quatro denominações do Médoc, o Château Gloria é uma exceção em muitos sentidos. Fundado em 1942, durante a II Guerra Mundial, por Henri Martin, prefeito da comuna de Saint-Julien, a história do Château tem início singelo, com apenas seis hectares. Ao longo das décadas, Martin – neto do chef-de-cave do Château Gruaud-Larose – adicionou parcelas de vinhedos renomados, como Beychevelle, Lagrange, Léoville-Poyferré, Gruaud-Larose, Ducru-Beaucaillou, produtores presentes na classificação de 1855 dos Crus de Bordeaux. Hoje, a área total de vinhedos é de 48 hectares.
Diz-se que os vinhos de Saint-Julien são o meio-termo ideal entre a sutileza dos Margaux e a potência dos Pauillac. Em apenas 900 hectares, a denominação tem 11 vinhedos considerados Cru Classés – maior concentração da margem esquerda do rio Garonne. O Château Gloria e as outras propriedades dos Domaines Henri Martin, como o Bel Air Gloria e o Château Saint-Pierre, pertencem atualmente à filha de Henri, Françoise, que divide a direção dos vinhedos com o seu marido, Jean-Louis Triaud, seus filhos Vanessa e Jean (e seus esposos respectivos, Orphée e Caroline). Um negócio familiar de apenas três gerações.
Os vinhos do Château Gloria são vinificados em tanques de aço inoxidável com controle de temperatura, em instalações renovadas em 2016. A colheita das uvas permanece manual, as variedades cultivadas são Cabernet Sauvignon (que compõe 65%), Merlot (25%), Cabernet Franc (5%) e Petit Verdot (5%) e a passagem em barricas de carvalho não ultrapassa o período de 14 meses.
X
Menu