Total: R$0,00

A Clarets acaba de receber no Brasil os vinhos de Jean-Louis Dutraive, produzidos no icônico Domaine de la Grand’Cour, uma das propriedades mais tradicionais da região de Beaujolais. A história do Domaine de la Grand’Cour remonta a 1969, quando foi comprada por Jean Dutraive, tornando-o um dos produtores que iniciaram a produção de vinhos de alta qualidade nesta importante comuna de Beaujolais. Jean Dutraive foi, a partir, de 1977, acompanhado por seu filho e vigneron de quinta geração Jean-Louis. Em 1989 propriedade passou a ser totalmente administrada por Jean-Louis. O produtor possui 10,6 hectares, em Clos de la Grand Cour, Chapelle des Bois, Champagne e Brouilly, este último, origem da família Dutraive.


O produtor foi certificado como orgânico em 2009, porém adota práticas orgânicas há décadas. A idade média de suas vinhas ronda está em torno de 50 anos, com uma parcela significativa acima dos 70 anos.

Jean-Louis tem como principal objetivo fazer vinhos de terroir, seguindo os mesmos princípios de vinificação para cada um de seus cuvées, que são colheita manual, cacho inteiro, fermentação carbônica sem qualquer adição de enxofre, leveduras nativas e nenhum tipo de intervenção. Os vinhos são envelhecidos de 6 a 16 meses, dependendo do cuvée, principalmente em barris da Borgonha de segundo uso. Alguns vinhos são envelhecidos em foudres ou tanques de cimento, e não há filtração antes do envelhecimento. Segundo Jean-Louis, ele pratica a vinificação de “alta vigilância e baixa intervenção”. Jean-Louis Dutraive é um verdadeiro mestre da Gamay, com sua habilidade magistral de produzir alguns dos melhores vinhos de Beaujolais. Seus vinhos são substanciais e têm o material necessário para se desenvolver e possuem excelente potencial de guarda.

X
Menu