A consagrada vinícola Achaval-Ferrer foi fundada em 1998 em Perdriel, distrito pertencente a Luján de Cuyo, na província de Mendoza. Dois dos principais pilares da vinícola desde a sua fundação foram a busca incessante pela qualidade dos vinhos e o máximo respeito pelo terroir. Este produtor é marcado por suas raízes italianas, dadas pelo enólogo Roberto Cipresso, um dos mais respeitados do mundo. Hoje, o diretor de enologia é o talentoso Gustavo Rearte, nascido em Mendoza, que após ter se formado em enologia na Argentina trabalhou na Nova Zelândia e na Califórnia, e agora é parte indispensável da equipe e segue a mesma filosofia implementada por Roberto Cipresso.
A vinícola Achaval-Ferrer é considerada por grande parte dos críticos como sendo a melhor vinícola da Argentina. Atualmente o produtor Achaval-Ferrer trabalha com 3 conceitos de vinhos. O primeiro conceito é a linha Mendoza, representada pelas varietais Malbec, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc. Esta linha se concentra na tentativa de Achaval-Ferrer de expressar, acima de tudo, a autenticidade e características de cada uma das variedades. O segundo conceito fica por conta do Quimera, em que se usa uma prática única no Achaval-Ferrer, denominada mistura quente. A equipe de enologia decide, ano após ano, qual será o blend deste vinho, sempre em uma busca sem fim para encontrar o vinho ideal.
Por fim, o terceiro conceito, representado pelos Fincas Altamira, Bella Vista e Mirador, que expressam o mais puro conceito de Terroir, único para cada um deles. Os Fincas possuem majoritariamente vinhas centenárias, característica fundamental para a alta qualidade e complexidade dos vinhos. Outro ponto único dos Fincas são os baixíssimos rendimentos de seus vinhedos, entre os menores de toda a Argentina.
X
Menu