Total: R$0,00
O Villa Diamante é considerado por muitos especialistas como o melhor produtor de Fiano di Avellino. Sua produção é praticamente artesanal, menos de 10 mil garrafas somando os dois vinhos lá produzidos. Quase toda a produção é destinada ao mercado local, na Itália, em especial para a região da Costa Amalfitana, na Campania. Por este produtor ser sinônimo de excelência, a baixa produção e enorme procura fazem com que o vinho seja extremamente raro, tendo sido exportado para outros países pouquíssimas vezes desde sua fundação. Liderada por Maria Renna Diamante, a propriedade foi criada e administrada pelo seu marido, Antoine Gaita, grande enólogo, falecido no início de 2015. Antoine foi um trabalhador incansável e enfatizava que, em seu vinho, sempre predominava o terroir.
Os 5 hectares de vinhedos de Villa Diamante estão localizados em Montefredane, província de Avellino, com a vinícola sendo fundada em 1996. Ao contrário da maioria dos vinhedos da região, as vinhas estão voltadas para o norte, favorecendo um amadurecimento lento. O objetivo principal de Antoine era permitir que o terroir de calcário de alta altitude se expressasse, evitando o uso de produtos químicos na vinha e mantendo uma abordagem não intervencionista na adega. Maria Renna continua seguindo sua filosofia e criando vinhos brancos da mais alta qualidade e que estão entre os mais expressivos e longevos da Itália. A colheita das uvas é feita tardiamente.
Nada é apressado na vinificação, após a fermentação malolática o produtor valoriza o envelhecimento extenso buscando em seus vinhos um paladar deslumbrante assim como desenvolver toda a sua complexidade. Depois de um ano de estágio em inox os vinhos são engarrafados sem filtração. A vinícola Villa Diamante faz dois Fianos de grande prestígio, cultivados em poucos hectares em altitudes entre 400 e 600 metros, provenientes dos vinhedos Vigna Della Congregazione e Clos d’Haut. Ambos esbanjam frescor, mineralidade e uma pureza de fruta impressionantes, com aromas marcantes e em constante evolução.
X
Menu